sexta-feira, 8 de março de 2013

HISTÓRIA COMOVENTE DE UM PASTOR ALEMÃO


Esta é  uma história comovente que vale a pena conhecer.

As pessoas que frequentam a igreja de Santa Maria Assunta em San Donaci, Itália, receberam uma lição de amor e lealdade de um cão, um pastor alemão de 12 anos, cuja dona faleceu e ele continuava a ir diariamente à igreja que ela frequentava e onde seu funeral foi celebrado, esperando pacientemente que ela voltasse.



Maria Margherita Lochi, de 57 anos, adotou Ciccio um ano atrás depois que ele foi encontrado abandonado num terreno baldio perto de sua casa. Ela era amante dos animais e já havia adotado vários gatos e cães, mas sua ligação com Ciccio era especial. Aparentemente, ele sentia o mesmo, já que apesar da morte da dona há mais dois meses decorridos, o cão continuava a voltar para o lugar onde a viu pela última vez..
 



Dona Maria ia todos os dias à missa na igreja local e o padre permitia a entrada de Ciccio que esperava pacientemente a seus pés. Ele também esteve lá com os entes queridos da dona em seu funeral. Mas agora Ciccio parece ter dificuldade para entender que ela não vai mais voltar e continua indo à missa todos os dias no mesmo horário, assim que ouve os sinos chamando os fiéis. Ciccio simplesmente se senta ao lado do altar, em silêncio, na esperança de ver Dona Maria chegar...




"Ele está lá toda vez que eu celebro a missa e é muito bem comportado, não faz nenhum som, nenhum latido", diz o padre Donato Panna. "Ele vai a missa todos os dias, mesmo após o funeral da Dona Maria, ele espera pacientemente ao lado do altar e fica lá tranquilamente. Eu não tenho coração para expulsá-lo."



É esta a fidelidade canina que toca no coração e nunca deixa de nos impressionar! 

Não tenho palavras para acrescentar...

Rui M. Palmela





5 comentários:

  1. Aiii Rui meu querido, ....

    queria dizer tanto... mas nem tenho palavras também para me expressar bem...

    Estas imagens já dizem tanto,... e o choro incontido... é só o que consigo por ora...


    Enquanto isso, em todo e qualquer outro canto do mundo, ... milhares deles são cruelmente assassinados ou maltratados diariamente...


    beijos em seu coração, direto do meu... vamos espalhar esta mensagem a tantos quanto possamos... quem sabe um dia, exemplos como este, toquem realmente o coração do Ser dito ''humano''.

    ResponderEliminar
  2. Infelizmente há gente insensível a quem nada diz esta história nem as imagens que falam por si, minha querida Lucy. Por isso só se comovem com ela os que amam os animais e sabem o que eles sentem também a dor pela perca ou a saudade de seus donos que não voltam, mesmo daqueles que os abandonam ou maltratam sem coração. Os animais dão lições de amor e fidelidade ao homem, o ser dito 'superior' que precisa ainda evoluir não tanto no intelecto mas sim nos seus sentimentos por todos os seres viventes.

    Um abraço do coração.



    ResponderEliminar
  3. Bom dia
    Na passada 6ª feira fui passear com o filho de 4anos ao Jardim de Oeiras , na Ribeira encontrei uma cadelinha super pequena com uma corda no pescoço amarrada a uma pedra, com a mare cheia ela ia-se afogar, naturalmente que a salvei e fui com ela ao veterinário, é uma York shire toy com 6 meses, cega de um olho pois os ratos ou gatos do Jardim atacaram-na, esta muito débil e exausta. Hoje de manha ela já nem parece a mesma esta cheia de energia super brincalhona e so quer mimos....
    Infelizmente existem pessoas capazes de fazer uma coisa tao má aos animais eu não entendo, senti-me triste , revoltada mas feliz porque agora tenho na minha vida a Amelie (nome que o rodrigo lhe deu) foi o destino que nos juntou .
    Hoje passados 4 dias ela nem parece a mesma esta tão brincalhona , adora mimos e só quer colo. Como é evidente ela tem um grande desafio pela frente tem de recuperar pois o pelo esta num estado lastimável , esta muito magra e ainda tem medo de estranhos, estou a partilhar a historia da Amélie porque infelizmente há pessoas capazes de fazer mal a um ser tão maravilhoso,
    sinto-me uma privilegiada por a ter na minha vida.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Querida Andreia, bem haja pelo seu gesto de amor para com esse pobre animal que por alguma razão mereceu encontrar alguém de bom coração que lhe salvou e adoptou sentindo-se feliz pelo que fez cheia de compaixão. Decerto irá receber da Amélie muita dedicação e fidelidade até ao fim.

    Quanto à pessoa que deixou a cadelinha naquele estado pela sua maldade, não lhe gabo a sorte pois um dia saberá que não o devia ter feito e certamente se arrependerá.

    Um abraço do coração.

    Rui Palmela

    ResponderEliminar
  5. Nossa, é de deixar o coração apertadinho...
    O cãozinho tem um amor tão grande!
    É um amor incondicional, difícil demais de explicar!
    Emocionante a sua matéria!
    Também não tenho palavras para comentar!
    Abraços e obrigada!

    ResponderEliminar

Related Posts with Thumbnails