segunda-feira, 19 de agosto de 2019

OS TOIROS DE MORTE EM BARRANCOS E REGUENGOS




Este "curro de novilhos" são as próximas vitimas em Barrancos nas festas "em honra de Srª da Conceição"  que serão torturados  e mortos frente à capela donde sai a procissão e se torna palco de espectáculo sangrento e violento em nome de uma famigerada 'tradição' que se repete todos os anos em finais de Agosto apesar de uma crescente contestação. 

Para quem não sabe este espectáculo dos toiros de morte estava proibido no país antes do 25 de Abril de 1974 mas os politicos  da "Demo-cracia" o legalizaram em 2002 criando uma vergonhosa "lei de excepção" na Assembleia da República com aprovação dos partidos PSD, CDS e PCP, promulgada pelo ex Presidente da República socialista Jorge Sampaio, que contribuiu para toda esta situação e infelizmente o actual Presidente Marcelo Rebelo de Sousa também aprova e nem acha mal que esta festa religiosa culmine sempre de forma cruel e selvática naquela vila de Portugal.

E a Igreja também não se pronuncia contra tal barbaridade de animais que a  "Nª Senhora" jamais pediu que fossem sacrificados em sua "honra" e o próprio Papa Pio V condenava tais espectáculos contrários à fé e caridade cristã que infelizmente ainda se realizam em nosso país em nome da Religião. 

Isso sucede em Barrancos e também em Reguengos de Monsaraz na sequência das festas do "Senhor Jesus dos Passos", realizada em Setembro, onde se mata selvaticamente um toiro com a colaboração da população. 

E assim se repetem as tradições populares incivilizacionais que o partido pelos Animais e Natureza (PAN) pretende abolir mas suas propostas na Assembleia da República têm sido chumbadas pelos mesmos partidos que aprovaram em 2002 a famigerada "lei de excepção", cabendo aos portugueses anti touradas continuarem sua luta para que sejam penalizados os torturadores de animais na mesma lei que os protege.

Rui M. Palmela 


   

    

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts with Thumbnails